voltar

BDRs: Entenda o novo funcionamento

02 setembro / GX INVESTIMENTOS
BDRs: Entenda o novo funcionamento

Você já quis investir em empresas como Apple, Microsoft, Amazon e Alibaba? Uma forma de investir em ações no exterior é por meio do Brazilian Depositary Receipts, conhecidos pela sigla BDR, por meio deste produto é possível negociar ações americanas, asiáticas e europeias. 


Quem negocia um BDR, de fato não está comprando de modo direto uma ação da empresa estrangeira, mas sim certificados que representam estas ações e que são negociados no pregão da B3. É uma maneira de investir nas empresas que não abriram capital no mercado brasileiro. Além de que não é necessário abrir conta no exterior e nem pagar impostos relacionados a isso.


As BDRs experimentaram alterações vindas da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no mês passado (agosto) e estas novas políticas começam a valer a partir do início de setembro. Graças às modificações, agora todos os investidores brasileiros conseguem ter acesso aos papéis que antes eram limitados somente a investidores qualificados (com patrimônio superior a R$ 1 milhão).


No entanto, o investidor ainda deve aguardar para operar. Como marco do início das operações de BDRs para investidores não qualificados, a Bolsa de Valores tem de fazer a definição dos "mercados reconhecidos". Na prática, ao que se indica, vai ter um prazo estendido previsto pela B3 de dois meses até que as negociações sejam iniciadas atendendo a nova política conjectura pela CVM.


Ainda, a B3 reconfirmou que "só serão acessíveis ao público em geral os BDRs Não Patrocinados que tenham como lastro ações de emissores estrangeiros já admitidas à negociação em mercados reconhecidos". Isto é, a B3 é quem vai determinar os ambientes de negociação estrangeiros que vão ser considerados como os referidos mercados reconhecidos. Após a determinação, segue para a CVM avaliar.


Vale a pena investir em BDRs?


Se você busca diversificar a sua carteira, expondo parte do seu capital ao mercado estrangeiro e às maiores empresas globais, de fato os BDRs podem ser boas opções. 


Quanto custa investir em BDRs?


O valor do BDR vai depender da empresa a ser escolhida e a quantidade a ser negociada, o produto pode ser encontrado em lotes ou no mercado fracionário em menores quantidades. Os custos envolvidos no processo de compra de um BDR são semelhantes aos de uma operação com ações, isto é:


Taxa de corretagem;
Taxa de custódia, dependendo da instituição;
Custos cobrados pela bolsa;
IR de 15% sobre o ganho obtido nas negociações (20% no daytrade);
Tarifa de 3% na recepção de dividendos e transferência para o investidor.

Para entender todas as alterações feitas pela CVM em agosto, acesse aqui a matéria que explicamos especificamente sobre isso.

https://www.gxinveste.com.br/noticias/cvm-altera-politica-de-bdrs-e-alcanca-pequeno-investidor

Compartilhe:

Leia também

B3 anuncia Nova Carteira Teórica do Ibovespa
10 setembro / GX INVESTIMENTOS

B3 anuncia Nova Carteira Teórica do Ibovespa

A B3 anunciou Nova Carteira do Índice Bovespa, que agora conta com a presença de empresas recém-chegadas e uma modificação nos pesos das ações.

SAIBA MAIS
Você sabe como as opções surgiram? (História das opções)
04 setembro / GX INVESTIMENTOS

Você sabe como as opções surgiram? (História d...

Opções são direitos negociados no mercado a determinado preço e dentro de determinado período de tempo no futuro. Mas você sabe como as opções...

SAIBA MAIS
PIB brasileiro colide com coronavírus e desaba 9,7% no 2º trimestre
01 setembro / GX INVESTIMENTOS

PIB brasileiro colide com coronavírus e desaba 9,...

O IBGE comunicou nesta terça-feira (01), queda recorde de 9,7% no Produto Interno Bruto (PIB) neste segundo trimestre, entre abril e junho de 2020.

SAIBA MAIS

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Acesse nossa área restrita
e assista conteúdos exclusivos.

QUERO ME CADASTRAR